Notícia


Variedades
Fonte: g1 - Fonte:

A três meses do Enem, veja dicas para estudar de acordo com seu perfil


Conheça cinco perfis de candidato, suas rotinas e as dicas de especialistas. Enem 2016 acontece nos dias 5 e 6 de novembro. A edição de 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começa em exatos três meses. Neste anos 8,6 milhões de candidatos confirmaram a inscrição, e seus perfis variam. Há quem vá fazer a prova pela primeira vez, quem já é "veterano", quem vai tentar usar a nota para entrar em alguma faculdade ou conseguir o diploma do ensino médio, e quem apenas se inscreveu como treineiro ou para testar os conhecimentos. As rotinas dos candidatos também são distintas: enquanto para alguns o vestibular é a prioridade neste ano, para outros a preparação acaba sendo uma tarefa a cumprir no tempo livre. Para ajudar no planejamento de estudos e na otimização do tempo nos próximos 90 dias, o G1 conta a rotina de cinco perfis diferentes de candidatos do Enem, e reúne dicas de professores de cursinho para cada realidade. Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora do Curso e Colégio Objetivo, explica, primeiramente, que pessoas mantendo o mesmo estilo de vida também podem ter características diferentes. "Alguns são muito rápidos para fazer exercícios, outros são mais lentos", exemplifica ela. Por isso, ela acredita que não vale a pena organizar os estudos a partir de metas quantitativas, e sim procurar estudar com qualidade. Outra dica da professora que vale para todos os candidatos é não usar o tempo livre apenas para fazer exercícios. Em matérias como ciências exatas, os exercícios são produtivos porque as questões nas provas costumas ser parecidas. "Mas para história, geografia, isso me preocupa um pouco, porque o texto da questão não será igual, o gráfico não será igual", diz ela que sugere sempre leituras e fichamento para fixar conteúdos desse tipo. Já Rodrigo Fulgêncio Mauro, coordenador da turma de medicina do Curso Poliedro, afirma que todos os perfis estão sujeitos ao cansaço. "O ideal é estudar muito, mas de maneira sustentável. Não adianta virar a noite se vai ficar acabado no dia seguinte. O equilíbrio é dedicação e esforço", afirma Fulgêncio, que também ressalta a importância de fazer provas dos anos anteriores. "É isso que recomendo a todos os perfis de aluno."