Notícia


Economia
Fonte: G1 - Fonte:

Prévia do PIB do Banco Central registra queda de 0,38% em agosto


No ano, IBC-Br teve expansão de 0,31% mas, em 12 meses até agosto, registrou recuo de 0,89%. Índice foi criado para tentar antecipar o resultado do Produto Interno Bruto (PIB). A pós dois meses seguidos de alta, o nível de atividade da economia brasileira voltou a registrar tombo em agosto, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira (18) pelo Banco Central. O chamado Índice de Atividade Econômica do BC (IBC-Br) recuou 0,38% em agosto, na comparação com julho. O resultado foi calculado após ajuste sazonal (uma espécie de "compensação" para comparar períodos diferentes). Quando comparado a agosto de 2016, porém, o IBC-Br aumentou 1,64% (neste caso, sem ajuste sazonal). De acordo com o BC, agosto foi o terceiro mês de 2017 com queda da atividade em 2017. Os números foram revisados pelo BC neste mês. O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. Em 2016, o PIB teve uma retração de 3,6%, mas registrou alta nos três primeiros meses deste ano (+1%) e também no segundo trimestre (+0,2%). O governo estima atualmente que a economia brasileira vai registrar crescimento de 0,5% em 2017, mas o BC vê uma alta maior, de 0,7%. Para o mercado financeiro, a expectativa é de um crescimento da ordem de 0,72% para a economia neste ano. No acumulado de janeiro a agosto, o indicador do nível de atividade registrou alta de 0,31%, sem o ajuste sazonal, pois considera períodos iguais de tempo. Com o ajuste, o aumento foi de 0,42%. No acumulado de 12 meses até agosto, porém, a prévia do PIB registrou queda de 0,89% (sem ajuste, a queda foi de 1,08%). O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. Em 2016, o PIB teve uma retração de 3,6%, mas registrou alta nos três primeiros meses deste ano (+1%) e também no segundo trimestre (+0,2%). O governo estima atualmente que a economia brasileira vai registrar crescimento de 0,5% em 2017, mas o BC vê uma alta maior, de 0,7%. Para o mercado financeiro, a expectativa é de um crescimento da ordem de 0,72% para a economia neste ano. No acumulado de janeiro a agosto, o indicador do nível de atividade registrou alta de 0,31%, sem o ajuste sazonal, pois considera períodos iguais de tempo. Com o ajuste, o aumento foi de 0,42%. No acumulado de 12 meses até agosto, porém, a prévia do PIB registrou queda de 0,89% (sem ajuste, a queda foi de 1,08%). Por Alexandro Martello, G1, Brasília